Páginas

segunda-feira, 20 de julho de 2015

APUCARANA - "Município decreta situação de emergência"

A cidade está próximo de quebrar o recorde histórico de precipitação pluviométrica para o mês de julho, que é de 413 mm
ASSESSORIA - O prefeito Beto Preto decretou ontem “situação de emergência” em Apucarana, em decorrência da intensidade das chuvas. “Em apenas 16 dias o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) registrou uma precipitação de 338 milímetros no município e temos informações de que as chuvas vão continuar nos próximos dias”, justificou Beto Preto. Só para se ter uma ideia do volume de chuva deste mês na cidade, o prefeito lembrou que em 2014, durante todo o mês de julho foi registrado 141 milímetros. “O recorde histórico para o mês de julho em Apucarana é de 413 milímetros e vale citar que em apenas dois dias tivemos uma precipitação de 180 milímetros”, acrescentou. A decisão foi adotada após reuniões realizadas pela manhã e à tarde, com a presença do major Hemerson Saqueta, do Corpo Bombeiros, e o comandante da Guarda Municipal e coordenador da Defesa Civil Municipal. Das discussões também participaram o Procurador Geral Paulo Sérgio Vital, o secretário do Meio Ambiente Ewerton Pires e o secretário de obras Herivelto Moreno. As chuvas torrenciais – incluindo também pancadas de granizo - que atingiram Apucarana nos últimos dias, além de danos significativos à malha asfáltica, deixaram um rastro de prejuízos em diversos patrimônios públicos e privados. Com base em um levantamento de problemas ocasionados pela intempérie climática, feito pela Defesa Civil em conjunto com a Secretaria Municipal de Obras, o prefeito Beto Preto assinou no final da tarde desta quinta-feira (16/07) decreto instituindo situação de emergência municipal.