Páginas

segunda-feira, 25 de abril de 2016

PARANÁ - "87% dos PMs não serão promovidos"
Estudo mostra que, em 30 anos, apenas 1,8 mil dos 14 mil soldados terão uma promoção. Cenário desestimula policiais da base
GAZETA - Quase nove em cada dez soldados da Polícia Militar (PM) do Paraná devem chegar à aposentadoria sem terem sido promovidos uma única vez sequer ao longo da carreira. Eles ingressaram na corporação como soldados e sairão como soldados. A projeção, feita pela Associação de Praças do Estado do Paraná (Apra-PR), revela a dificuldade dos policiais de base em ascender na atividade e o desestímulo que essa estagnação pode provocar na instituição. INFOGRÁFICO: Policial precisa prestar concurso interno para ser promovido, mas poucas vagas têm sido abertas A PM conta hoje com 14.005 soldados. Para serem promovidos a cabo – patente seguinte na hierarquia da corporação – eles precisam ser aprovados em um concurso interno. O problema é que o número de vagas abertas – média de 60 por ano – é insuficiente. De acordo com a projeção, nos próximos 30 anos, apenas 1,8 mil soldados terão conseguido ascender a cabo. Mas 12.225 soldados – 87,3% do total – chegarão à aposentadoria com a mesma patente na qual entraram na Polícia Militar. Seriam necessários 234 anos para que todos os soldados chegassem a cabo e subissem um degrau na carreira. As dificuldades de progressão não se restringem aos soldados. O mesmo estudo aponta que 2.804 cabos integram o efetivo da PM, mas apenas 150 vagas para curso para sargento foram abertas em cinco anos. O estudo foi encaminhado ao Comando da PM do Paraná, mas a corporação não havia analisado os dados. A instituição deve se manifestar nesta segunda-feira.